Julgando pela aparência: comentando as primeiras fotos de Thor Ragnarok

Estou aqui hoje para falar sobre uma obra que despertou muita curiosidade. Ela divide opiniões. Tem gente que odeia, não pode nem ouvir falar, mas quem ama defende muito. Há algum tempo, ela vem rendendo diversas manchetes em sites especializados. Uns criticam e chamam de indigna a homenagem aos clássicos aos quais faz referência, outros acreditam que é um respiro e um toque de nostalgia bem-vindo. Na linha de frente, um ator que, apesar de alguns desempenhos interessantes, tem seu talento constantemente questionado. Na direção, um jovem cineasta que se destacou no cinema independente. Você já sabe de qual filme estou falando, certo? 

















Não, La La Land, não é você. Sinto muito, há um erro.



Nessa quarta-feira, o site da revista norte-americana Entertainment Weekly divulgou as primeiras fotos pra valer de Thor: Ragnarok. As outras, eram de bastidores, artes conceituais, enfim. Muitos se falou (tanto que foi para os trending topics do Twitter), muito click bait se fez, muitas fanfics no AO3 também, imagino. Agora que a poeira baixou e já fiz vários memes, vamos ver o que podemos aprender com essas imagens sem ler o enredo. Quem quiser é só clicar aqui, eu não vou ler. 


Vamos começar logo pela capa que é um CHOQUE e dói as vistas. É bem colorida, a gente descobre que o cabelo do Thor se foi, que ele foi pichado pelo Coringa do Jared Leto, que tá trabalhando no ramo alimentício (veja as facas) e que usou a capa pra apagar o fogo da churrasqueira. 

Essas imagens são da série O Indigno Thor, que começou em 2016 e segue o herói (agora chamado Odinson) depois ele ele fica indigno (claro) e perde a capacidade de usar o Mjolnir (agora empunhado pelA Thor). Ele não começa com o cabelo curtinho assim não, mas está sem sua arma e tenta de toda as formas recuperar a dignidade. 

Valquíria (Tessa Thompson) tá linda e usando uma tendência que, assim como o unicórnio e a sereia, dominou o carnaval 2017: as aplicações no rosto


Ela também resgata uma tendência um pouco mais antiga: as unhas desenhadas! O  que a gente não descobre quando encontra uma imagem em HD? 



Estamos todos de acordo que o Photoshop na Cate Blanchett ficou meio esquisito, né? Podemos prosseguir.



Apesar de parecer uma mistura do Loki com o Bucky, aparentemente no filme ela não tem qualquer relação com eles. Muito menos com o Loki, que tradicionalmente é o pai da Hela. O  MCU desistiu de botar na tela a louca árvore genealógica asgardiana desde a primeira adaptação do Thor, lá pelos idos de 2011. 



Uma coisa que me assustou ontem foi a quantidade de gente pensando que a Cate Blanchett na verdade era a versão feminina do Loki, ou o próprio Loki. Isso mostra que o trauma com o Mandarim de Homem de Ferro 3 ainda é muito grande. Mas, nada temam: até o momento, eles são entidades diferentes. 

Não há motivo para outro pânico: ela vai usar os chifres

Logo depois de mostrar a capa da revista e adiantar algumas coisas da trama, a EW divulgou nove fotos do filme, tanto de bastidores quanto de cenas. Vamos a elas: 


Sem Mjolnir, sem dinheiro e sem cabelo, Thor terá que lutar na arena do planeta Sakaar para sobreviver. Ainda pintaram o rosto dela pra deixar a coisa mais... dramática? Com tão poucos recursos, Thor conta com essas (QUATRO?) espadas emprestadas e um escudo que, não sei bem explicar por que, acaba de me lembrar o disco voador do Kiko. 


Essas pinturas e acessórios meio improvisados me deixaram curiosa a respeito da cultura de Sakaar.


Valquíria ao lado do Thor. Aqui ele aparece sem a pintura no rosto. Imagino que isso seja antes das arena (não tá com nenhum hematoma). Será que a Valquíria também é uma prisioneira em Sakaar ou está lá só pra buscar os asgardianos que morrem na arena? Eles vão lutar em dupla? A partir daqui, quero que você preste muita atenção aos cenários.


Aqui está Loki, que não é aquela boneca, mas só chora e bebe. Vi algumas pessoas comentando que ele aplicou uma hena nas sobrancelhas. Se fosse assim, eu estaria vendo mesmo de longe e sem óculos. Não é o caso. Acredito que ele tá ali bebendo uns bons drink enquanto Thor se esfola na luta. Todo o traje dele está diferente. Perceba a capa amarela. Não acho que seja do Odin porque ele usa capas vermelhas. 

Veja também os detalhes da mulher que aparece à esquerda. Nunca vimos nada disso, nem em Guardiões da Galáxia. À direita do Loki fiquei em dúvida se era um boneco de Olinda ou alguma coisa da decoração.

Até aqui a gente percebe que uma coisa não muda: Loki tá sempre se dando bem com a desgraça do Thor. Próximo slide...

"MIGO!"

Esta foto me fez imaginar várias coisas: isso é uma cena de bastidores? Thor conseguiu fazer o Hulk voltar a ser Bruce Banner (se sim, como é que ele já está de terno e de óculos se ele sumiu no espaço em A Era de Ultron?)? Banner resgatou o Thor da sarjeta? Isso é o final do filme, eles voltaram pra Terra e vão viver felizes para sempre? O que é isso tudo aí no fundo? Uma homenagem ao Toy Story? Parece que eles estão dentro de uma caixa de brinquedos. 

Wake me up inside...
A Hela emo gótica trevosa sinistra já conquistou os corações dos adolescentes pelo mundo. Ela aparece com a sombra borrada, pronta para garantir um Oscar de Melhor Maquiagem e Cabelo para a Marvel em 2018. A Hela deve ter desmontado durante uma luta, é o que concluo com esta imagem. Falando nisso, Cate Blanchett treinou com o mesmo personal do Chris Hemsworth e também aprendeu capoeira para o papel. Ela vai ser bem porradeira. 

Tiveram o cuidado de desfocar o fundo para não entregar onde ou quando essa cena ocorre. Nesta foto ela me pareceu vulnerável. Nas HQs que já li, a Hela sempre parece uma entidade mesmo, sabe? Os olhos brancos, movimentos etéreos. Um ser que veio de um plano diferente. Aí ela tá bem "humana". Ou bem vilã dos Power Rangers.


Valquíria entra num bar frequentado por personagens de tokusatsu e onde as cervejas tem rótulo, mesmo em outro planeta. Em Sakaar tem refeitório para os gladiadores? Quem será que entrou ali? Aproveito o espaço pra dizer também que tenho grandes expectativas em relação à Valquíria! You go, girl o/

Lulu Santos virou a cadeira! :D
Esta é a primeira imagem do Jeff Goldblum como Grão-Meste, entidade secular responsável pelos joguinhos em Sakaar no filme (ele precisava fazer algo pra passar o tempo com essa longevidade toda). Esse visual me lembrou um monte de coisas: o filme do Flash Gordon, os Power Rangers dos anos 90 (de novo), o povo da Capital em Hunger Games. Pirei nas referências.


Tá bem extravagante, bem ficção científica dos anos 70 (e bem realidade dos anos 70, ainda mais na música). Nos quadrinhos ele é assim:

Bem mais azul



As outras duas fotos são do Taika Waititi trabalhando. Não se distraia com o charme dele e observe os cenários. O primeiro parece o ferro-velho/depósito de lixo onde eles fizeram um live no Facebook há alguns meses. O segundo é no mesmo lugar da primeira foto com Valquíria e Thor. Verde e formas geométricas, muitos círculos se ligando a traços. Nas paredes, nas roupas, na maquiagem da Val.

E daí?


O que dá pra perceber pelas imagens é a tão falada mudança de tom nos filmes do Thor. Antes, eles tentavam emular algo épico, mas ficava só nos efeitos mesmo. Os longas sempre foram de uma comicidade involuntária (ou não), o que acaba jogando esse peso para baixo.

Desde que Taika Waititi foi anunciado (ou se anunciou) como diretor de Thor: Ragnarok, eles têm batido na mesma tecla de que vai ser o filme mais divertido, com o Thor mais engraçado e o visual mais fora da casinha da Marvel, o que irritou muita gente porque, enfim, o nome Ragnarok remete ao fim do mundo da mitologia nórdica, a uma saga bem sofrida do Thor nos quadrinhos, etc. 
O logo de Thor: Ragnarok é uma homenagem aos filmes dos anos 80, Mark Mothersbaugh, da banda de new wave/synthpop/rock eletrônico Devo, da mesma época, vai fazer a trilha sonora. É comprar a ideia ou não.

Até ontem a coisa mais colorida que a gente tinha no Marvel Cinematic Universe (MCU) era Guardiões da Galáxia. Aí chegam essas fotos de Thor: Ragnarok com as cores estouradíssimas! A explicação chegou faz um tempinho, mas é importante lembrar: 

"Fiquei muito animado quando Kevin Feige e o resto da Marvel aprovaram a ideia de usar Kirby como a grande influência no design do filme. Difícil é nos mantermos autênticos." (Taika Waititi, em entrevista à Total Film, em 2016)

No ano do centenário do desenhista Jack Kirby, um dos criadores (ou o criador mesmo, conforme o ponto de vista) do Thor, eles vão fazer um filme todo baseado na estética dele. Algumas imagens de trabalhos do Kirby com o deus do trovão, catados no Google, pra você comparar: 






Ainda tem também aquela camiseta que foi dada de presente ao pessoal da produção do filme. Um cara do Reddit ganhou de um amigo que trabalhou lá:

Thor Ragnarok Art Department Shirt



Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário

Não precisa nem dizer que comentários ofensivos, agressivos, racistas, homofóbicos, spammers, enfim, qualquer conteúdo escroto, será excluído daqui, não é? Então, comporte-se.

ALERTA: os comentários aqui postados não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos autores dos comentários.

Tecnologia do Blogger.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...